D-Link apresenta COVR: Wi-Fi na casa toda

D-Link apresenta COVR: Wi-Fi na casa toda

Com tecnologia MESH, a conexão Wi-Fi se unifica em toda a residência e permite melhor mobilidade entre ambientes sem queda de sinal

Ter um Wi-Fi de qualidade em qualquer ambiente da casa é o desejo de muitos. São frequentes as queixas de que determinado cômodo da residência oferece melhor sinal que outro, o que obriga o usuário a buscar pontos estratégicos para que consiga ter uma boa conexão, limitando as possibilidades de uso e gerando situações de estresse.

Para solucionar esse problema e garantir uma boa conectividade à rede de internet, a D-Link desenvolveu o Covr, um novo aparelho que conta com a tecnologia da rede Mesh, a qual fornece conexão estável em todo o perímetro em que está instalada, independente do usuário estar em movimento ou não.

Rodrigo Paiva, gerente de marketing e produtos da D-Link, explica como atua esse sistema: “A tecnologia Mesh funciona como uma malha, em que cada ponto é um nó de conexão que distribui a velocidade de acesso à internet de acordo com a necessidade de cada aparelho conectado. Com isso, os usuários ganham suporte extra para realizar downloads mais rápidos, assistir a canais de streaming, jogar games sofisticados sem riscos de interrupções no sinal, além de acessar redes sociais via smartphones e utilizar as opções mais básicas de conexão com uma qualidade adicional”.

Com sistema dual band que proporciona um sinal contínuo e ultrarrápido, o Covr é composto por três pontos de acesso, os quais devem ser instalados em diferentes ambientes da casa. Eles são conectados a um roteador fornecedor de internet e também entre si, o que faz com que não seja necessário se desconectar de uma rede e conectar-se à outra para continuar usando a internet. Ele faz isso de forma automática e estável. No Covr, a transição entre os pontos de conexão acontece de forma fluída, sem que o usuário sinta a mudança de rede enquanto se movimenta dentro do ambiente, pois não há queda de velocidade ou sinal.

Covr

O aparelho tem a capacidade de captar a necessidade de rede de cada dispositivo conectado e enviar o sinal de internet de acordo com a demanda do usuário, levando em consideração também a questão de proximidade entre cada peça e equipamento ligado a ela. Os pontos de conexão do Covr fazem a leitura de qual deles está mais próximo do usuário e envia o sinal fortalecido para aquele aparelho, potencializando a performance dele. Com a capacidade de englobar uma área de até 450m2, a cobertura do Covr alcança cada um dos cômodos da casa, o que faz com que toda a residência tenha um Wi-Fi estável e de igual qualidade.

O produto atua com as tecnologias Smart Steering e Smart Roaming, que ajuda a reduzir o buffer e o atraso, além de permitir o controle dos pais, o monitoramento e gestão do uso do Wi-Fi e a configuração de redes para convidados através do aplicativo instalado no celular. Esse app possibilita também que o próprio usuário faça a instalação do produto em sua residência, através do QR Code que vem em cada peça. A ideia é facilitar e tornar mais prático esse processo de configuração, sem que seja necessária a presença de um técnico ou especialista.

Covr

O Covr foi projetado com um design elegante, em cores neutras, para que possa se integrar a decoração de qualquer residência, sem causar grandes contrastes. Mesmo já sendo composto por três peças, é possível adicionar pontos extras, comprados separadamente, caso haja a necessidade de ainda mais cobertura. Rodrigo Paiva diz que o Covr é “essencial para a residência conectada, oferecendo conectividade perfeita, confiável e de alta qualidade em todos os ambientes e em todos os dispositivos”.

Disponibilidade

O produto chega em janeiro de 2019 ao Brasil e poderá ser encontrado em lojas de informática e também com fornecedores diretos da D-Link por R$1.599,00.

Para mais informação, acesse: https://www.youtube.com/watch?v=f259JD7QH1A

Fonte: Assessoria de Imprensa

Kit Powerline da D-Link estende o sinal Wi-Fi pela rede elétrica

Kit Powerline da D-Link estende o sinal Wi-Fi pela rede elétrica

Equipamento expande o sinal para qualquer lugar da casa, independente de obstáculos existentes

 

De acordo com o IBGE, em 2017 sete em cada 10 domicílios brasileiros possuíam acesso à internet. E este número só tem a crescer! Estas casas demandam sinal em todos os ambientes, afinal são diversos dispositivos e usuários interligados na mesma internet.

Uma maneira de potencializar o sinal contratado pela operadora é utilizar um kit Powerline, que alia um roteador que transforma o cabeamento elétrico existente no ambiente em uma poderosa rede de dados. O Powerline expande o sinal Wireless do roteador para qualquer lugar, independente de quantos obstáculos existam, até o ambiente preferencial, como sala, quarto, quintal ou escritório.

“Outra vantagem do kit Powerline é a facilidade de instalação. Basta ligar na tomada, sincronizar com seu roteador e já utilizar o equipamento. O aumento de 500Mbps de velocidade na rede elétrica permitem uma rede mais veloz para suportar aplicações como jogos e filmes online”, explica Rodrigo Paiva, gerente de produto da D-Link.


Leia também:


A tecnologia Powerline permite que qualquer tomada elétrica se torne um ponto transmissor de internet Wi-Fi. A praticidade se dá pelo fato de não ser necessária nenhuma mudança na infraestrutura do imóvel para melhorar o sinal Wi-Fi da rede existente. E o melhor: comparados a repetidores convencionais, os produtos Powerline oferecem desempenho até 4X, além de maior e melhor alcance.

O Kit Powerline 500Mbps DHP-W311AV 500Mbps é composto pelo repetidor Wireless DHP-W310AV e pelo adaptador Powerline DHP-W308AV que, juntos, proporcionam a velocidade de até 500Mbps na rede elétrica e taxa de transmissão de até 300Mbps na rede Wi-Fi. Veja mais detalhes abaixo:

Kit Repetidor Wireless Powerline 500Mbps DHP-W311AV

– Repetidor Wireless Powerline DHP-W310AV

wi-fi

  •  Velocidade Powerline: 500 Mbps de taxa de transmissão na rede elétrica;
  • Velocidade Wi-Fi: 300 Mbps de taxa de transmissão na rede sem fios;
  • Porta de Rede Fast-Ethernet 10/100Mbps
  • Botão de fácil sincronização WPS
  • Padrão Powerline: HomePlug AV IEEE 1901;
  • Padrão Wi-Fi: IEEE 802.11n/g/b;

Segurança: WPS (Wi-Fi Protected Setup™), WPA2™, criptografia de dados 128 bits AES.

– Adaptador DHP-308AV

wi-fi

  • Velocidade Powerline: 500 Mbps de taxa de transmissão na rede elétrica;
  • Padrão Powerline: HomePlug AV IEEE 1901;
  • Porta de Rede Fast-Ethernet 10/100Mbps

O Kit Repetidor Wireless Powerline 500Mbps DHP-W311AV está disponível para venda no mercado brasileiro por R$399. A garantia é de cinco anos. Cada extensor avulso DHP-W310AV tem o preço sugerido de R$299.

Confirma o vídeo sobre o Powerline clicando aqui.

Fonte: Assessoria de imprensa

Conheça as diversas opções de conexões para eletrônicos das TVs UHD 4K Samsung

Conheça as diversas opções de conexões para eletrônicos das TVs UHD 4K Samsung

TVs se conectam facilmente a diversos tipos de eletrônicos para atender diferentes demandas dos consumidores

Na hora de escolher um novo televisor, além da qualidade de imagem, do design e também dos recursos inteligentes, é importante que a TV tenha diversos tipos de entradas de conexões para ser compatível com a grande maioria dos aparelhos periféricos utilizados pelos consumidores, como console de vídeo game, decodificador da TV por assinatura, Blu-Ray e diversos outros dispositivos.

TV

Muitas pessoas têm dúvidas relacionadas às conexões presentes nos televisores disponíveis no mercado. As TVs UHD 4K da Samsung, além de imagens nítidas, brilho excepcional e contraste profundo, possuem várias conexões que facilitam a utilização dos mais avançados e variados aparelhos periféricos. Confira para o que serve cada uma delas:

  • HDMI

Considerado o principal padrão da atualidade, este tipo de entrada permite que a TV transmita imagens em 1080p ou até em 4K, dependendo da fonte. Aparelhos Blu-Ray e consoles de videogame, por exemplo, utilizam essa conexão, que transmite áudio e vídeo digital.

  • USB

Uma USB (Universal Serial Bus) serve para ligar pen drives, HDs externos e funcionam como ponto de energia para outros aparelhos, como dispositivos externos de streaming de vídeo.

  • Conexão óptica

Esta conexão serve para transmitir sinal digital de áudio para um Soundbar ou Home Theater, por exemplo.

  • Wi-Fi

Crucial para usufruir diversos benefícios de uma Smart TV 4K Samsung, este recurso, que funciona via wireless, permite que os usuários tenham acesso a conteúdos em streaming, jogos online etc.

  • Bluetooth

Além de permitir pareamento com smartphones, esta tecnologia sem fios possibilita o pareamento com um Soundbar, para uma instalação que não prejudique a decoração do ambiente.

  • Conexão de vídeo composto

A conexão de vídeo composto é uma das mais antigas e utilizada para consoles clássicos de videogame e antigos aparelhos de VHS e câmeras de vídeo.

  • Conexão de vídeo componente

Esse conector é responsável por um sinal de vídeo dividido em 3 cabos –  nas cores verde, azul e vermelho. Ao contrário do Vídeo Composto, essa opção não comprime o sinal de vídeo e possibilita imagens de muito mais qualidade.

  • Conexão de áudio estéreo

Dividida pelos canais esquerdo e direito, este tipo de conexão está na maioria dos equipamentos, com as conexões de vídeo composto e componente. É uma tecnologia analógica, que pode ser substituída pela óptica ou HDMI.

“Algumas vezes, os consumidores não conhecem no detalhe cada entrada das televisões e como utilizá-las. Os modelos de TVs UHD 4K da Samsung oferecem diferentes tipos de conexões para que os usuários possam facilmente usufruir dos produtos conectados e com a melhor experiência possível”, comenta Erico Traldi, Diretor Associado de produto das áreas de TV e Áudio e Vídeo da Samsung Brasil.

Além de diversos tipos de conexões, estes modelos são certificados por importantes associações internacionais*, com painéis RGB, sem o sub-pixel branco, ofertando, portanto, a máxima fidelidade de cores e garantindo nitidez de imagem. Outro grande diferencial desta categoria é o HDR Premium – que permite que o consumidor experimente um novo patamar de imagens, visualizando claramente os detalhes nas cenas com pouca ou muita iluminação.

A partir do modelo MU6400 até o topo do portfólio, a Samsung oferece o Controle Remoto Único, que controla todos os aparelhos** conectados à TV e ainda os renomeia, facilitando a sua busca. Com um único controle é possível eliminar a bagunça na sala e desfrutar dos seus aparelhos com muito mais praticidade.

Para mais informações, acesse o site da Samsung.

*Como a Consumer Electronics Association (CEA) e a Digital Europe (DE), que garantem a resolução adequada, sem pixel branco.

** Depende da compatibilidade com outros dispositivos. Consulte o manual

Fonte: Asessoria de Imprensa

Chromecast e Google Home estão causando falhas em Wi-Fi

Chromecast e Google Home estão causando falhas em Wi-Fi

De acordo com um porta-voz da companhia, dispositivos como Chromecast e Home estão causando interrupções em roteadores Wi-Fi.

Se você notou que seu Wi-Fi simplesmente sai do ar ao tentar usar o Chromecast e Home, este é um problema conhecido pelos engenheiros da empresa e uma correção está em andamento.

“Um equipe do Google está trabalhando rapidamente para encontrar uma solução”, disse o representante.

Na tentativa de explicar o que ocorre, um engenheiro da TP-Link sugere que a falha esteja relacionada a um uso excessivo de pacotes que afetariam os principais recursos do roteador.

“Isso ocorre quando o dispositivo é despertado do ‘modo de suspensão’ e pode exceder mais de 100.000 pacotes em um curto período de tempo”, relata.

“Este problema pode, eventualmente, fazer com que alguns dos recursos principais do roteador sejam desligados – incluindo conectividade sem fio”.

Fonte: Google Discovery

Pesquisadores descobrem falha que torna Wi-Fi vulnerável a hackers

Pesquisadores descobrem falha que torna Wi-Fi vulnerável a hackers

Pesquisadores belgas descobriram uma falha em um sistema amplamente utilizado para proteger comunicações via Wi-Fi que poderia permitir que hackers leiam informações que anteriormente eram consideradas criptografadas ou infectem sites com vírus, disseram eles nesta segunda-feira.

Os pesquisadores Mathy Vanhoef e Frank Piessens, da universidade belga KU Leuven, revelaram o erro no protocolo WPA2, que protege os modernos sistemas Wi-Fi usados ​​por fornecedores para comunicações sem fio entre telefones celulares, computadores e outros dispositivos conectados a roteadores via internet.

“Se o seu dispositivo suportar Wi-Fi, ele provavelmente será afetado”, disseram eles no site www.krackattacks.com, que criaram para fornecer informações técnicas sobre a falha e os métodos para atacar dispositivos vulneráveis.

Não ficou claro o quão difícil seria para hackers explorarem a falha, ou se a vulnerabilidade já foi usada para lançar qualquer ataque.

O Wi-Fi Alliance, um grupo da indústria que representa centenas de empresas de tecnologia Wi-Fi, disse que o problema “poderia ser resolvido através de uma atualização direta do software”.

O grupo disse em um comunicado que sugeriu que os membros liberem rapidamente correções e recomendem que os consumidores instalem rapidamente essas atualizações de segurança.

Fonte: Reuters