Recursos do Google para acompanhar a Copa do Mundo Feminina da FIFA

Recursos do Google para acompanhar a Copa do Mundo Feminina da FIFA

Durante o Google for Brasil, o diretor de Engenharia do Google Brasil, Berthier-Ribeiro Neto relembrou durante o evento os recursos e ferramentas que foram desenvolvidas a partir do Escritório de Engenharia do Google na América Latina, localizado em Belo Horizonte.

Esta é a primeira vez que o Google disponibiliza uma experiência dedicada à Copa do Mundo Feminina da FIFA, permitindo acompanhar em tempo real as partidas, além de conferir uma timeline com fotos, comentários, escalações, minuto a minuto de cada jogo, notícias, entre outros.

Classificação ao vivo na Busca

A funcionalidade mostra, em tempo real, a tabela de classificação no campeonato, de acordo com os placares dos jogos que estão acontecendo naquele momento. Além disso, os usuários podem acompanhar os resultados das últimas cinco partidas de cada equipe.

Assine os jogos do seu time

Você também pode se inscrever para receber notificações e atualizações sobre seu time favorito pesquisando na Busca do Google e tocando em “Seguir”.

Três placares ao mesmo tempo na tela do celular

Recém-lançada, a ferramenta possibilita acompanhar até três placares em tempo real diretamente na tela do celular Android. Para isso, é preciso pesquisar a partida, clicar e arrastar para fixar o placar em qualquer lugar da tela.

Assista os melhores momentos direto da Busca

Confira destaques em vídeos quase em tempo real (gols, melhores momentos, etc.) e link para o site da emissora que exibirá os jogos. A ação estará disponível no Brasil, com vídeos transmitidos pela TV Globo.

Entrevistas em vídeo

Você pode acompanhar Formiga e outras jogadoras do Brasil por meio do Cameos, ferramenta que permite ver vídeos na Busca. Para o evento que começa amanhã, jogadoras gravaram pequenas entrevistas respondendo às perguntas mais feitas pelos usuários da Busca. Esse recurso está disponível em todo o mundo para desktop, mobile e no aplicativo do Google para Android e iOS.

Fonte: Google Discovery

Melhores Drones para iniciantes

Melhores Drones para iniciantes


Confira a lista dos melhores drones DJI com recursos facilitadores de pilotagem, preços acessíveis e qualidade profissional


Pilotar um drone não é uma tarefa difícil já que os comandos para a ação de decolagem e aterrisagem são intuitivos e autoexplicativos. Porém, é muito comum a insegurança dos pilotos em seu primeiro e, muitas vezes, o alto investimentos nos equipamentos pode trazer mais receio aos iniciantes. A DJI, líder mundial em fabricação de veículos aéreos não tripulados, possui drones de última geração que são indicados para pilotos novatos.  Pensando nisso, elencamos abaixo os melhores drones para novos praticantes, e, até para os que já estão mais avançados e desejam levar suas habilidades para um outro nível. Confira!


  • Tello

O Tello é o melhor drone para iniciantes. Apesar de ser um mini-drone, o modelo conta com tecnologia avançada que o torna super fácil de usar. Com uma câmera de 5 MP que adiciona uma nova dimensão às suas selfies, o drone tem design ultraleve e pesa apenas 80 gramas – característica facilita a pilotagem, fazendo com que ele seja um dos melhores drones para iniciantes. Além disso, os recursos de segurança, como os protetores de hélice e um design durável, o tornam perfeito para ser o primeiro drone de novos pilotos.

O Tello conta ainda com programação STEM, permitindo que o usuário programe rotinas de voo usando o Scratch (uma linguagem de computador desenvolvida pelo MIT), bem como realizar manobras aéreas impressionantes, incluindo curvas em até oito direções. O pequeno drone é perfeito para iniciantes que querem aprender o básico do voo, ou para pilotos mais experientes que procuram diversão em um mesmo pacote. 

Para quem o Tello é indicado? O drone é indicado para iniciantes; crianças e adolescentes e pilotos de primeira viagem.


  • DJI Spark

Nenhuma lista de drones iniciantes estaria completa sem o Spark. Divertido, fácil e acessível, é o drone iniciante perfeito para grupos de amigos e recreações internas. Apesar de seu tamanho, é um sucesso com as tecnologias exclusivas da DJI, uma câmera de alta qualidade e um suporte de gimbal estável. Sabe qual é a melhor parte? O controle de gestos! O usuário só entenderá de fato o quão fácil e empolgante é pilotar o Spark quando tiver um em suas próprias mãos. 

Leva cerca de 10 segundos para tirar Spark do bolso e executar um lançamento direto da palma da mão. Não precisa parear com controle remoto ou aplicativo. Simplesmente, o piloto pode estender a mão e ele entrará no modo de controle por gestos. Com o gesto que sinaliza um quadrado com os dedos, o Spark tira foto do controlador e de quem estiver por perto. Depois, apenas levantando os braços o drone volta para o piloto. Além disso, o Spark possui uma câmera de 12 MP com um gimbal de 2 eixos para fotos aéreas incríveis. Mesmo sendo um drone iniciante, a câmera da Spark oferece qualidade de imagem da qual drones maiores e mais caros teriam inveja.

Além do Modo de Gestos, o Spark também apresenta modos de voo inteligentes, como QuickShot, ActiveTrack e TapFly. Um sensor de visão na parte de baixo da aeronave permite que o Spark mantenha sua posição quando está dentro de um local fechado. Se você sonha com um drone para tirar selfies com amigos, não há alternativa melhor que o Spark.

Para quem o Spark é indicado? O drone é indicado para iniciantes, vloggerse viajantes


  • Mavic Air

Comparado ao Mavic Pro e o Spark, o Mavic Air é um excelente drone para iniciantes e o equilíbrio perfeito entre potência e portabilidade. Construído aventuras, o modelo tem metade do tamanho do Mavic Pro e apresenta quase todas as grandes funcionalidades. 

Além disso, uma das primeiras coisas com que todos os pilotos iniciantes de drones se preocupam é com a segurança de voo. Ninguém quer ser a pessoa que perde o drone em um voo inaugural. Felizmente, o Mavic Air tem uma série de medidas práticas de segurança. Entre elas, sensores de visão estéreo, em cima e na parte de baixo, que percebem o ambiente enquanto voa. Estes formam a base dos Sistemas Avançados de Assistência ao Piloto (APAS), que indicam onde é seguro pousar e até desviar de objetos automaticamente.

O Mavic Air também é projetado para ser ultra portátil. Dobrado, chega ao tamanho de um smartphone e é ideal para aqueles que viajam com o drone na mochila. Para aqueles que procuram capturar a vida em movimento, o drone possui recursos inteligentes e intuitivos, como ActiveTrack, QuickShots e SmartCapture, que tornam a captura de imagens complexas e em movimento super fácil. O ActiveTrack identifica um objeto e pode acompanhá-lo sem a necessidade de qualquer equipamento extra. Isto é ótimo para capturar vistas deslumbrantes.

Além disso, o Mavic Air possui uma excelente câmera aérea. O drone é equipado com uma câmera de 12MP, 4K que pode tirar fotos JPG e DNG RAW. Um gimbal mecânico de 3 eixos otimiza ainda mais filmagens aéreas. O Mavic Air não é apenas um drone maravilhoso para pilotar. É também de armazenamento interno permite que você salve fotos e vídeos diretamente na aeronave. 

Para quem o Mavic Air é indicado? O drone é indicado para pessoas que priorizam a segurança de voo, viajantes, entusiastas do ar livre e fotógrafos que procuram boa qualidade de imagem. 

A DJI possui loja autorizada no Barra Shopping (Rio de Janeiro). A marca vende seus produtos já homologados pela Anatel e trabalha com diversos revendedores no país como Kalunga, Magazine Luiza, Ponto Frio e Fast Shop. A compra por meio de canais autorizados no Brasil conta com assistência técnica e atendimento ao cliente por e-mail [email protected] e pelo telefone 0800 880 9983. Para estar por dentro de todas novidades da DJI, acesse: https://www.dji.com/br/newsroom/news.

Fonte: Assessoria de imprensa


Samsung Ocean USP abre inscrições para treinamentos gratuitos em tecnologia

Samsung Ocean USP abre inscrições para treinamentos gratuitos em tecnologia


Experiência do Usuário no contexto de Inteligência Artificial é um dos novos temas da programação

Samsung Ocean, centro de capacitação tecnológica e de apoio ao empreendedorismo idealizado pela Samsung, está com inscrições abertas para os treinamentos com início a partir do dia 3 de junho, no Campus da USP – Av. Prof. Luciano Gualberto, 1.380 – Butantã, São Paulo. Experiência do Usuário na Inteligência Artificial e Desenvolvimento Ágil são os temas inaugurais dessa rodada. O universo da tecnologia será abordado durante todo o mês, em aulas com duração de 3 a 6 horas. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas neste link.

Na agenda de junho do Samsung Ocean USP estão previstas aulas sobre Experiência do Usuário (UX) aplicada à Inteligência Artificial (no contexto de Omni Canal e Interfaces Conversacionais – chatbots, assistentes de voz – explorando as tendências e desafios atuais) e Desenvolvimento Ágil com abordagem de métodos, ferramentas e práticas de mercado para gerenciar e otimizar o ciclo de desenvolvimento de software e aumentar a qualidade dos produtos entregues.

O Samsung Ocean, com sedes em São Paulo (SP) e Manaus (AM), é um programa idealizado pela Samsung para oferecer capacitação técnica combinada com temas relacionados à usabilidade e empreendedorismo, além do contato com especialistas da Samsung e do mercado.

As aulas possibilitam ao aluno adquirir conhecimento em tecnologias de ponta e exercitá-lo por meio de atividades práticas. “O Samsung Ocean já é uma referência para quem busca por cursos e treinamentos gratuitos e de qualidade. O programa colabora para a criação de soluções inovadoras para nossa sociedade ao mesmo tempo em que contribui para elevar o nível de empregabilidade dos participantes”, diz Guilherme Selber, gerente de Inovação da Samsung América Latina. 

Os temas incluem Inteligência Artificial & Fundamentos para Data Science, Data Mining e Machine Learning com Orange, Oficina de Prototipação de Dispositivos Móveis, Android CodeLabs, Introdução ao Scrum e Framework Kanban e outros assuntos ligados à área de tecnologia. 

Confira a programação:

DataHorário Treinamento
03/06 18h00 –
21h00
Inteligência Artificial & Fundamentos para Data
Science
04/0614h00 –
21h00
Data Mining e Machine Learning com Orange
05/0618h00 –
21h00
U2 – Oficina de Prototipação de Dispositivos Móveis
06/0614h00 –
21h00
Introdução ao Deep Learning com Python e Keras
10/0614h00 –
17h00
A6 – Android CodeLab de Web Services
10/0618h00 –
21h00
A7 – Android CodeLab de Banco de Dados
11/0614h00 –
17h00
A8 – Android CodeLab de GPS & Lista (UI)
11/0618h00 –
21h00
A9 – Android CodeLab de Multithread & Menu (UI)
12/0614h00 –
17h00
A10 – Android CodeLab de Push & Imagem
12/0618h00 –
21h00
A5 – Android & Samsung Mobile SDK Avançado
13/0618h00 –
21h00
Tópicos de UX para Design de Serviços
17/0618h00 –
21h00
Tópicos de UX para Inteligência Artificial –
Experiências Omnicanal
18/0618h00 –
21h00
Tópicos de UX para Inteligência Artificial –
Interfaces Conversacionais
24/0614h00 –
17h00
D2 – Desenvolvimento Ágil – Introdução ao Scrum
24/0618h00 –
21h00
D3 – Desenvolvimento Ágil – Scrum na Prática
25/0614h00 –
17h00
D6 – Introdução ao Framework Kanban
25/0618h00 –
21h00
D1 – Tópicos em Desenvolvimento Ágil
26/0614h00 –
17h00
D4 – Desenvolvimento Ágil – DevOps Docker
26/0618h00 –
21h00
D5 – Desenvolvimento Ágil – DevOps Jenkins
27/06 18h00 –
21h00
D10 – Desenvolvimento Ágil – DevOps GIT

Serviço – Cursos Ocean SP

Datas: de 3 a 27 de junho

Local: Espaço OCEAN no Campus USP:  Av. Prof. Luciano Gualberto, 1.380 – Butantã, São Paulo

Número de vagas: 30 vagas para cada sessão

Informações e inscrições, clique aqui.

Samsung Ocean

O Ocean é uma iniciativa da Samsung no Brasil que fomenta a criação de empresas de base tecnológica (startups). Com instalações modernas, o programa oferece gratuitamente capacitação técnica combinada com temas relacionados à usabilidade e ao empreendedorismo, além do contato com especialistas da empresa e do mercado durante todo o ano. Mais de 61 mil pessoas já passaram pelo Ocean e cerca de 2.900 sessões de treinamentos, workshops e eventos foram realizados pela iniciativa.

Fonte: Assessoria de imprensa

Clonagem de celular vira moda no Brasil e rouba até 10 mil reais por vítima

Clonagem de celular vira moda no Brasil e rouba até 10 mil reais por vítima

Mais de 5.000 chips, incluindo SIM cards de figuras públicas e empresários famosos, foram clonados por um grupo brasileiro de cibercriminosos

 

O SIM swap, conhecido popularmente como “clonagem dos chips do celular”, é uma fraude que está sendo amplamente utilizada por cibercriminosos no País. Essa técnica é um recurso legítimo e utilizado quando um smartphone é perdido ou roubado, e permite ao dono da linha ativar o número em outro chip. Os golpistas, porém, estão constantemente enganando as operadoras de celular para fazer a portabilidade do número do dispositivo roubado para um novo chip. Uma investigação conjunta entre a Kaspersky Lab e o CERT de Moçambique, descobriu que esse tipo de ataque é muito comum também no mundo todo, sendo usado pelos cibercriminosos não apenas para roubar credenciais e capturar senhas de uso único (OTPs) enviadas por SMS, mas também para roubar dinheiro das vítimas.  

Os pagamentos móveis tornaram-se muito populares, especialmente em mercados emergentes, como África e América Latina, onde os consumidores podem facilmente depositar, sacar e pagar bens e serviços usando seus dispositivos móveis. Porém, eles também estão sendo alvos de uma onda de ataques, e as pessoas estão perdendo dinheiro em fraudes de clonagem de chips em grande escala.

O golpe começa com a coleta de dados das vítimas por meio de e-mails de phishing, engenharia social, vazamentos de dados ou até pela compra de informações de grupos criminosos organizados. Depois de obter os dados necessários, o cibercriminoso entra em contato com a operadora móvel, passando-se pela vítima, para que ela faça a portabilidade e ative o número do telefone no chip do fraudador. Quando isso acontece, o telefone da vítima perde a conexão (voz e dados) e o fraudador recebe todos os SMSs e chamadas de voz destinados à vítima. Assim, todos os serviços que dependem da autenticação de dois fatores ficam vulneráveis.

Para se ter uma ideia, somente no Brasil um grupo organizado de cibercriminosos conseguiu clonar o chip de 5.000 vítimas, envolvendo não apenas pessoas comuns, mas também políticos, ministros, governadores, celebridades e empresários famosos. Em Moçambique um golpe causou prejuízo de US$ 50.000 a um empresário, roubados de suas contas bancárias, já no Brasil foram identificadas diversas fraudes de R$ 10 mil cada. Porém, é difícil estimar o impacto total desse tipo de ataque na América Latina, África e no mundo, pois a maioria dos bancos não divulga as estatísticas publicamente. 

Na África, o maior banco de Moçambique registrou uma média mensal de 17,2 casos de fraude por clonagem de chips. Tal situação levou bancos e operadoras no país a adotar uma solução simples, porém eficaz no combate à fraude. Eles desenvolveram um sistema integrado de consulta em tempo real que possibilitou zerar os casos de fraude no país. 

A investigação também mostrou que, em alguns casos, o alvo pretendido é a própria operadora de celular. Isso acontece quando funcionários da operadora não conseguem identificar um documento fraudulento e permitem que o fraudador ative um novo chip. Outro grande problema são os funcionários corruptos, recrutados pelos cibercriminosos, que pagam de 40 a 150 reais por chip ativado. No entanto, o pior tipo de ataque ocorre quando um cibercriminoso envia um e-mail de phishing com o objetivo de roubar as credenciais do funcionário para ter acesso direto ao sistema da operadora. Quando isso acontece, o cibercriminoso consegue realizar um ataque em duas ou três horas sem muito esforço. 

O interesse dos cibercriminosos nas fraudes de SIM swap é tão grande que alguns até vendem este serviço para outros criminosos. Os fraudadores atiram em todas as direções; os ataques podem ser direcionados ou não, mas qualquer pessoa pode ser vítima. Tudo o que o criminoso precisa é do número do celular, que pode ser obtido facilmente pesquisando vazamentos de bancos de dados, comprando bancos de dados de empresas de marketing ou usando aplicativos que oferecem serviços de bloqueio de spam e identificação do chamador. Na maioria dos casos, é possível descobrir o número do seu celular com uma simples busca no Google”, explica Fabio Assolini, analista sênior de segurança da Kaspersky Lab e corresponsável pela pesquisa. 

 

WhatsApp e fintechs


A técnica de clonagem de chips também gerou um novo tipo de ataque conhecido como ‘clonagem do WhatsApp’. Neste caso, depois da ativação do chip no celular do criminoso, ele carrega o WhatsApp para restaurar os chats e contatos da vítima no aplicativo. Então, ele manda mensagens para os contatos como se fosse a vítima, falando de uma emergência e pedindo dinheiro.  Alguns dos ataques atingiram empresas depois que cibercriminosos conseguiram sequestrar o celular de um executivo e usaram a clonagem do WhatsApp para solicitar recursos do departamento financeiro da empresa. O golpe é semelhante ao comprometimento de e-mails corporativos (BEC), mas usando contas do WhatsApp.

De maneira semelhante, os cibercriminosos passaram a usar esta técnica para burlar os avanços no setor financeiro, incluindo de fintechs populares e assim esvaziar as contas bancárias das vítimas. Como a maioria dos aplicativos financeiros ainda depende da autenticação de dois fatores, os cibercriminosos conseguem usar a função de recuperação de senha do aplicativo para receber um código SMS e, assim, ter total controle sobre a conta do usuário e efetuar pagamentos ilegais usando o cartão de crédito registrado no aplicativo.

Embora não haja uma solução milagrosa, a extinção da autenticação de dois fatores via SMS é o melhor caminho a seguir. Isso é particularmente verdadeiro quando falamos de Internet Banking. Quando os serviços financeiros pararem de usar esse tipo de autenticação, os golpistas irão focar em outras coisas, como redes sociais, serviços de e-mail e mensageiros instantâneos para continuar roubando”, conclui Assolini.


Para evitar ser vítima, a Kaspersky Lab recomenda: 

 

  • Quando possível, os usuários devem evitar usar a autenticação de dois fatores via SMS, optando por outros métodos, como a geração de uma autenticação única (OTP) via aplicativo móvel (como o Google Authenticator) ou o uso de um token físico. Infelizmente, alguns serviços online não apresentam alternativas. Nesse caso, o usuário precisa estar ciente dos riscos.
  • Quando é solicitada a troca do chip, as operadoras devem implementar uma mensagem automatizada que é enviada para o número do celular, alertando o proprietário de que houve uma solicitação de troca do chip e, caso ela não seja autorizada, o assinante deve entrar em contato com uma linha direta para fraudes. Isso não impedirá os sequestros, mas avisará o assinante para que ele possa responder o mais rápido possível em caso de atividades maliciosas. Caso a operadora não ofereça esse tipo de serviço, o usuário deve entrar em contato solicitando um posicionamento a respeito. 
  • Para evitar o sequestro do WhatsApp, os usuários devem ativar a dupla autenticação (2FA) usando um PIN de seis dígitos no dispositivo, pois isso adiciona uma camada extra de segurança que não é tão fácil de burlar.
  • Solicite que seu número seja retirado das listas de IDs de aplicativos que identificam chamadas; eles podem ser usados por golpistas para encontrar seu número a partir do seu nome.

Para obter mais informações sobre essa ameaça, veja a postagem no blog em Securelist.

Fonte: Assessoria de imprensa

 

Vulnerabilidade do WhatsApp – atualize agora seu aplicativo

Vulnerabilidade do WhatsApp – atualize agora seu aplicativo

Hoje, 14/05, foi disponibilizada uma atualização para iOS e Android.

O mensageiro mais popular da atualidade divulgou uma falha de segurança que faz com que dados das vítimas sejam acessados, ou seja, senhas, fotos, e-mails, entre outras informações. O spyware pode ser instalado no aparelho apenas por uma chamada telefônica.

Portanto, para ter a sua segurança aumentada, siga o procedimento abaixo e atualize seu smartphone ainda hoje:

No Android:

1) Abra o app Google Play Store;

2) Acesse o menu na parte superior esquerda da tela;

3) Entre em “Meus aplicativos e jogos”;

4) Se o WhatsApp tiver sido atualizado recentemente, o app vai aparecer em uma lista de aplicativos com um botão “Abrir”;

5) Já se o WhatsApp não estiver atualizado, o botão vai dizer “Atualizar”. Aperte para instalar a nova versão;

6) A última versão do WhatsApp para Android é 2.19.134.

No iOS:

1) Abra a App Store;

2) Na parte inferior da tela, aperte “Atualizações”;

3) Se o WhatsApp tiver sido atualizado recentemente, o app vai aparecer em uma lista de aplicativos com um botão “Abrir”;

4) Já se o WhatsApp não estiver atualizado, o botão vai dizer “Atualizar”. Aperte para instalar a nova versão;

5) A última versão do WhatsApp para iOS é 2.19.51.

(Procedimento retirado de bbb.com)

Fique atento às nossas dicas de seguranças. Mantenha sempre atualizado o antivírus do seu dispositivo.

“Dona Dita” da Yoki compartilha dicas e receitas com os consumidores para o Dia Das Mães

“Dona Dita” da Yoki compartilha dicas e receitas com os consumidores para o Dia Das Mães

O Dia das Mães é uma data em que as famílias se reúnem para preparar um almoço especial. E quando se fala de comida e celebrações, certamente, se fala de Yoki! Portanto, para trazer praticidade ao cardápio, sem deixar o sabor de lado, a tradicional marca de alimentos brasileiros apresenta a “Dona Dita”, um novo canal de comunicação direta com os consumidores via Chatbot no Whatsapp.

Por meio da plataforma de mensagens instantâneas, é possível solicitar de forma rápida e prática dicas de receita para preparar o almoço de Dia das Mães.  Outros recursos também estão disponíveis, como a calculadora de festas – que determina a quantidade de comidas e bebidas a partir do número de convidados para celebrar a data.

“Já temos uma relação de confiança estabelecida com os nossos consumidores, pois fazemos parte da história e do futuro dos brasileiros. O que estamos fazendo é dar um passo à frente para ampliar os pontos de contato e fortalecer ainda mais essa conexão”, comenta Manuel Garabato, diretor de Marketing LATAM da General Mills.

A novidade reforça a presença da marca no dia-a-dia, que tem como objetivo estar cada vez mais acessível e próxima dos clientes, celebrando as tradições e relação dos brasileiros com a comida nos melhores momentos da vida.

“A Yoki é uma marca alegre e presente na vida dos consumidores. Criamos a Dona Dita para intensificar este relacionamento. Ela é como se fosse aquela amiga cozinheira que todo mundo tem, sempre pronta para compartilhar as melhores dicas”, explica Fred Siqueira, CCO da Ampfy.

Para utilizar o recurso, bastar enviar um “Oi” por meio do número (11) 4200-0135 no aplicativo do WhatsApp. A novidade ficará disponível até o dia 15/07.

Fonte: Assessoria de imprensa